Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TRES PODRE'RES

Esquinas contra si encurralados na ignorância escarnecedora
O vagido do terror a brotar sufoca manifestações
Na fogueira das punições do abismo
Que defina a ira e arevolta como violação
Repercutindo na estagnação profunda da consciência
Que su8rge em semente ou  cresce cegamente
Na lama do verbo,
No cérebro que pulsa cruelmente
Inverossimilhanças da culpa
Que condena a acéfalo em última instância
O miserável que se arrasta por migalhas
Ou muge por pão e espaço
Numa putrefante agonia intrasponível
Que rompe as entranhas
Esgarçando os nervos...
De uma esgotação zelosa
Onde a dormência mórbida
Domina absolutizando os arredores
Com podres poderes sórdidos
Tatuando no seu gado uma frustração perversa
Onde sucumbe como ignobil plebe
Distrinchada e cega,
Internalizada pela coersão expressa
Que sufoca o tempo,
Retrogredindo muitas eras.
Mônicka Christi
Enviado por Mônicka Christi em 04/12/2007
Reeditado em 12/07/2008
Código do texto: T764125
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Mônicka Christi
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
1344 textos (25459 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 09:58)
Mônicka Christi