Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHARES PERDIDOS

Pela primeira vez que lhe observei
Você notou-me e contente eu fiquei.
Você tão distante, olhares penetrantes,
Logo percebi que você é tudo que eu quero.
Ah... Quem diria que você atingisse-me profundamente
Tornando a realidade mais próxima
Do sonho nas minhas noites de solidão.
Você à distância, me observando
E eu só, pensando no seu amor
Fiquei com os sonhos e você se mandou.
Na terceira vez, foi bem diferente
Eu lhe notei, você me notou
Trocamos olhares, juras de amor
Você observando, eu também
Disfarces tão belos nos olhares, gestos miúdos num vai e vem
Trocas de toques pra lá e pra cá
Olhares temidos sem jeito e com jeito para ninguém notar
No fim, um sorriso de ambos para me machucar.
Esperanças de sonhos reais seguem comigo
Perspectiva sombria que dilacera meu ser
E some como um sopro de fumaça ao leu.
Deixando no meu semblante a renúncia que dilacera a alma.
Josa Pinheiro
Enviado por Josa Pinheiro em 04/12/2007
Reeditado em 05/12/2007
Código do texto: T764416

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Josa Pinheiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
162 textos (11329 leituras)
1 e-livros (522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 15:22)
Josa Pinheiro