Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Deturpação do vilão

Tenho desejos sinceros de ser egoísta,
de xingar, iterromper um pedido de desculpas
e mandar tomar no cu.
Tenho desejos sinceros de dizer todas as verdades
e em tudo que pensei
e a maldade com a qual desejei que algo ruim acontecesse.
Por mais que eu deseje, treine em frente ao espelho,
(sim, eu treino e visualizo várias vezes tudo que gostaria de falar,
xingar, fazer chorar)
na hora todo meu veneno se resume a olhares designados de perdão.
Quando ouço coisas nao quais não acredito,
quando vejo o coração tão ralo de algumas pessoas,
fico estática,
e perdôo.
Olhares de vítima, comentários de mágoa,
frases....
É tão irreal.
E meu coração me pergunta, e agora?
Essas pessoas por acaso enteriam tudo que voce tem a dizer?
Seria inútil,
a deturpação da personagem vilã.
Fico me perguntando se a burra não sou eu, e porque em meus pensamentos
estou sempre assim,
tá, nem sempre...

Apoena Baquara
Enviado por Apoena Baquara em 05/12/2007
Código do texto: T765256

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Apoena Baquara
Assis - São Paulo - Brasil, 28 anos
55 textos (7247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/08/17 14:10)
Apoena Baquara