Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MEU BEM, EU TE DOU A NOITE

Eu te dou, meu bem, a noite
Recheada de sonhos e alguma aflição
Eu te dou a noite, vaga e silenciosa
Onde cabe muitas vezes você
De todas as formas
De todos os tons e cores
Eu te dou a noite
Com os perfumes suaves
E frutos tenros da estação
Que me visita
A minha noite é cheia de ciladas
Estrelas frias
e desejos desmanchados
Eu te dou a noite nua
Do amor que não veio
Da melancolia represada
Nas luzes mortiças da rua mal iluminada
Eu te dou a noite
Dos cachorros que uivam meu sofrimento
Eu te dou a noite ocupada
Pelos boêmios e sonhadores
A noite que não é minha
Nem de ninguém
Mas que neste quarto
Soluça em meus braços.
Celio Govedice
Enviado por Celio Govedice em 05/12/2007
Reeditado em 05/12/2007
Código do texto: T765403

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Celio Govedice
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil
1274 textos (69596 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 07:30)
Celio Govedice