Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Crer

Eu não posso olhar meus olhos
Mas os vejo.

Não posso deixar-me largado
à imensidão das margens curvadas
deste rio desumano.
Não posso crer que os ventos sopram
sempre na mesma direção.
Nem posso calar o canto da chuva
esmagando a poeira do dia.

Eu não posso calar. Não...
Não posso deixar-me enveredar, sem luta,
nos perdidos caminhos.
Eu tenho que resistir.

Tenho que erguer o grito, um eco
Tenho que sonhar e crer.
Crer que a vida é um ponto
de onde partimos com direção...
incerta. Mesmo incerta...
CALIXTO
Enviado por CALIXTO em 06/12/2007
Código do texto: T766883

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CALIXTO
Itagi - Bahia - Brasil
222 textos (11624 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/10/17 13:15)
CALIXTO