Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desmedida Solidão


Vejo-te! Nebulosa noite
Numa solitária angustia
Que se apodera em açoites
Sem presença, sem sombras,
Num abandono delirante
Que maltrata meu chão.

Toma conta do meu corpo
Com impulsos de cerrar-se em ostras
Na expectativa de agarrar o momento
Poder me libertar me guiar à calmaria
Das areias finas a beira do mar lento
Numa simetria de luz e esplendor.

E a silenciosa escuridão insiste
Crava espinhos no meu coração
Numa inércia de competência
Em colorir meus pensamentos,
Girando sobre mim em riste
E chegar a nenhuma solução.


06/12/07
LuliCoutinho
Enviado por LuliCoutinho em 06/12/2007
Código do texto: T767247
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
LuliCoutinho
São Paulo - São Paulo - Brasil
863 textos (159065 leituras)
2 áudios (430 audições)
7 e-livros (1313 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 13:37)
LuliCoutinho