Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PINGOS DE CHUVA

Ouço os pingos da chuva
Olho para a vidraça da janela
Observo água escorrendo,
Formando figuras, traços, retas.
Escuto o tic-tac do relógio
Uma música distante
O silêncio. Que silêncio infernal!!!
Vou à janela e observo os transeuntes,
Os tons dos guarda-chuvas,
A água deslizando no asfalto,
Uma criança que toma banho.
Uma ambulância passa com seu apito ensurdecedor
Pedindo passagem, tentando socorrer uma vida,
Ou pela pressa de chegar ao seu destino.
O trânsito está lento.
Concentro-me no tic-tac enquanto espero o som da campainha
Anunciando sua chegada.
Nada!
Nem um telefonema avisando que não vem.
Cadê você... Cadê você?
Escurece. Desanimo.
É tarde e o sono domina-me
Eu estou só, sem você. Completamente só!
Josa Pinheiro
Enviado por Josa Pinheiro em 06/12/2007
Reeditado em 06/12/2007
Código do texto: T767464

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Josa Pinheiro
Fortaleza - Ceará - Brasil
162 textos (11368 leituras)
1 e-livros (522 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 00:21)
Josa Pinheiro