Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A garota de Ipanema

A estátua de Drummond, sentado em um banco na Praia de Copacabana, representa um reconhecimento do povo carioca ao grande escritor mineiro que tinha o hábito de sentar-se ali. Ele dizia que era para espairecer a cabeça, enquanto contemplava a natureza, mas, na verdade, será que enquanto contemplava as obras do criador, não via passar a garota de Ipanema que fazia sua caminhada entre Ipanema e Copacabana? Num daqueles dias, Drummond estava sentado em seu banco cativo, quando chega Horácio e puxa conversa com Drummond, mas Drummond não lhe dá assunto. Continua matando palavras-cruzadas e só uma vez por outra levantava as vistas por cima dos óculos. Irritado, Horácio falou em alta voz: "Virtutem verba puta". Naquele momento, passava um "avião" daqueles que ocupa a pista inteira para pousar, e às vezes, para posar. A loira parou e perguntou:
-Tu me chamaste de puta?
-Não! Não, disse Horácio. Eu só perguntei a Drummond "Achas que virtude são palavras?."
- E que ele cochichou em teu ouvido? Tornou perguntar a loira.
- Ele disse que virtude é ter uma bunda como a sua - respondeu Horácio.

Adalberto Lima
Enviado por Adalberto Lima em 06/12/2007
Código do texto: T767635
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (LIMA, Adalberto. A luz do mundo.solo 2007). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Adalberto Lima
Montes Claros - Minas Gerais - Brasil, 65 anos
2869 textos (363499 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 16:02)
Adalberto Lima