Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Alucinação





No ocaso do dia
Rasgo o véu das utopias
Vejo uma linda magia
por entre estrelas tão frias


Sob um céu azul  bordado
surge um deus grego dourado
vestido de ilusão
resgatando a alma da solidão


Como num rasgo de lua
deixou a noite  toda nua
e iluminou  o  coração
carente de fantasias



Foi tudo tão de repente
como uma estrela cadente
Fugiu na escuridão
como uma bandido vilão


Agora procuro o meu alento
segredando ao vento
Com olhos cegos de encantamento
busco esta maldita aparição


Que acendeu o  vulcão
com as lavas da tentação
querendo queimar o corpo
que ardia de paixão


Tento apagar  o pensamento
deste desejo incandescente
que fugiu das minhas mãos
deixando a alma vazia de  ilusão!

16/11/2004

 




   
             
 
   

Zena Maciel
Enviado por Zena Maciel em 27/11/2005
Código do texto: T77342
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Zena Maciel
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil
239 textos (6626 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:31)
Zena Maciel