Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Recanto das Letras

Se me arrumo num exíguo espaço,
Se volto a cantar minha alegria,
Logo que um gesto ou um som faço,
Sou cercado pelo mundo em folia...

Se reescrevo a melódica magia
Que trouxe dos sonhos de criança,
À minha volta, nua, crua e fria,
Num ápice a inveja canta e dança...

Se me revolto, rompendo a aliança
Com o silêncio a que me recolho
Tomando as letras que não têm mãe...

Sobre meu recanto a solidão avança
E na refrega acesa, quando olho,
Esbracejo sozinho, sem ninguém !...
António Torre da Guia
Enviado por António Torre da Guia em 28/11/2005
Reeditado em 01/12/2005
Código do texto: T77362
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
António Torre da Guia
Porto - Porto - Portugal, 77 anos
8 textos (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:36)
António Torre da Guia