Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIMITES

Palavra, matéria fugidia

"palavras são palavras...", nos diria

O mestre que encantou os tempos.


Lá fora corre a fúria do vento e leva

Minhas juras, meus lamentos

Os gritos do menino, o adeus que gela.


Seres mutantes, não haverá quem nos defina

Melhor confiar numa pedra, mas como,

Se nem entendemos sua língua?

Por isso, à míngua neste mundo,

Preferimos às vezes as mentiras (douradas de verdade)

Ao silêncio e seu tropéu de nadas.
Nelson Oliveira
Enviado por Nelson Oliveira em 28/11/2005
Reeditado em 21/06/2006
Código do texto: T77809
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nelson Oliveira
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 55 anos
345 textos (25585 leituras)
2 áudios (313 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 14:42)
Nelson Oliveira