Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Cotidiano



Ela acorda
Espreguiça o desânimo
Lava os pesadelos
Escova a miséria
E começa a limpar as frustrações
Logo é hora de preparar a fome
Quando ela vê acabou a manhã

Ela lava o desespero
Passa o tédio
Tira o pó da acomodação
E dá uma lida na ignorância
Ajeita a desesperança
Organiza o cansaço
Quando ela vê acabou a tarde

Ela tempera o preconceito
Cozinha uns traumas
Assa o medo
O marido chega e ambos se fartam
De desrespeito
E ódio
Quando ela vê acabou a noite

A morte chega despercebida
Quando ela vê acabou-se a vida

Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 29/11/2005
Reeditado em 16/02/2012
Código do texto: T78249
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 52 anos
1762 textos (285467 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 12:49)
Sigmar Montemor