Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Almas gémeas



Há sempre quem as procure
Meio que à deriva ,
Seguindo coordenadas que vão surgindo
A cada momento .
Uns vão chorando ,
Outros rindo ...
Enquanto viajam no tempo
Convictos de que as encontrarão .
É o coração
O piloto do avião
Que comanda a operação
E , só se não houver nenhuma tempestade
Encontrarão a sua cara metade ,
Quando o aviso da aterragem
For dado à sua tripulação .

Anúncios nos jornais ;
Mensagens vocais ;
Na televisão ,
Na rádio ,
Em vários canais ...
Vá lá , queremos informação !
A fisionomia ,
A sua imagem ...
E , sem dar-mos conta
Já cria-mos uma personagem ,
Que pode não ser capaz
De cumprir os requisitos fundamentais .

Almas gémeas !?
Não nego a sua existência
Pelo contrário , acredito-a .
Encontrei-a com a minha persistência ,
Mas com a minha insistência
Quase a afastei ,
Tal a confusão de sentimentos
Que por momentos ,
Sem sequer querer , eu criei !



O voo é longo
E alto também .
Assim é o tombo
Se sonhares demasiado além !
Dito isto , não mais prolongo
Estes versos que escrevo .
Vou entregá-los como a um trevo
Para que possam trazer sorte a alguém !
artescrita
Enviado por artescrita em 06/12/2005
Código do texto: T81529
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
artescrita
Portugal, 33 anos
107 textos (4742 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:21)