Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sem direção

Vidas absurdas,
Vivendo em sonhos.
Vínhamos pregando a paz,
Vemos-nos perdidos.

Sinceras desculpas,
Sons ecoando.
Sem atenção,
Sequer resposta.

Mas em tudo se vê beleza,
Mesmo no mais horrendo.
Muito próximo,
Mais distante.

Por vermos além,
Para povos vizinhos.
Perdemos o sentido,
Podemos morrer.


Vida, sonhos,
Morte plena.
Pancho
Enviado por Pancho em 06/12/2005
Código do texto: T81773
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pancho
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
33 textos (1091 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 01:41)