Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Invisível.

A lua hoje chora,
À melodia de um qualquer,
Caem lágrimas.
Mas esse sabe de tudo,
Conta história,
Palavra por palavra.
O sol clareia
Dentre as persianas,
Todavia ninguém se desperta.
Vozes se misturam
Com o nada.
E o tudo, tão distante,
Se mira inalcançável.
Apenas por dentro
Se chega até o infinito,
E volta às vezes desejadas.
Mas é nessa toca,
A necessidade.
E pra fora,
Com tantos monstros,
Esses impossíveis de encarar.
Não se chega à porta,
Se fecha a porta
E some tudo de lá.
Não há fim perfeito,
E este fim imperfeito,
Se prepara para ser apenas
Esquecido.
Pancho
Enviado por Pancho em 06/12/2005
Código do texto: T81786
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Pancho
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 30 anos
33 textos (1091 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:11)