Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Os espinhos de Hiroshima


                Os espinhos de Hirohisma


 Eu senti na pele
 A bomba arder
 Eu corri, corri tanto
 Que me perdi

 Eu vi corpos, carbonizados
 Estirados no chão
 Dizem que não dói, mas eu
 Senti doer meu coração

 Eu vi fumaça, desespero
 Desgraça, em cima de mim
 Caindo do céu, como no
 Papel, cai o nanquim

 Eu sofri os horrores
 As grandes dores,
 Mas sobrevivi

 Agora eu sou velho,
 No espelho quebrado
 Com meus olhos puxados
 Eu digo, Eu sobrevivi
Telêmaco Marrace de Oliveira
Enviado por Telêmaco Marrace de Oliveira em 09/12/2005
Código do texto: T83102
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Telêmaco Marrace de Oliveira
Blumenau - Santa Catarina - Brasil, 44 anos
259 textos (58264 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 08:20)
Telêmaco Marrace de Oliveira