Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CIRCULANDO, MOCINHA

Há horas que
ando em círculos
e venho acabar
no mesmo ponto
sem sair do lugar.
Há horas,
já nem sei quantas,
foi-se a vontade,
uma baita salada,
misturando tudo,
acabando em nada.
Circulando, mocinha,
acaba essa marmelada.
A cabeça gira,
furacões e terremotos, 
caos total
não era isso,
que é essa ira, 
que banal,
e eu com isso,
rodo, giro, capoto.
Circulando, mocinha ,
a vida tá lá fora,
rodando adoidada,
fica aí, fica sentada,
e todo o resto,
você sabe,
acaba em nada.

Débora Denadai
Enviado por Débora Denadai em 09/12/2005
Código do texto: T83175

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Débora Denadai
Caracas - Distrito Federal - Venezuela, 54 anos
722 textos (154025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:30)
Débora Denadai