Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Gritos

Olho-me ao espelho...
Reflicto a minha alma, reflicto quem sou.
Alguém me olha...
vê o que pensa e o que não dou.
Procura-me, persegue-me,
e verás, no meu espelho,
onde me escondo
e o que perdes por não me achar...
Corro, tropeço, levanto-me...
Escorrego, choro, ergo-me...
Grito, fujo, reapareço...
E amo...
Deito-me, adormeço e sonho.
Acordo e adormeço de novo.
Acordo e não me apetece viver.
Levanto-me e apetece-me desaparecer...
Escondo-me debaixo
da mesa, da cama, do sofá...
Recordo que fugindo não dá.
Corto o cabelo e arrependo-me...
Tomo um banho relaxante
do qual saio a chorar.
Telefono e não está.
Então, vou até lá.
Toco... não responde!
Subo pelas paredes.
Mais uma vez, escondo-me.
Encontram-me estendida e hirta
no chão de uma nuvem.
Acordo e penso que estou,
de novo, a sonhar.
Não estou.
Desejosa de alguém,
fujo, tropeço, levanto-me,
sigo na direcção errada.
Mas, graças a isso, encontro.
Engano-me!
Fecho-me a ouvir música muito alta
para poder gritar sem que me ouçam...
Mas ouvem!
Correm... em vão.
Olho-me as espelho,
gosto do que vejo,
não gosto do que vivo.
Pego numa tesoura,
pouso a tesoura.
Dispo-me, choro,
escrevo, acaricio-me...
E volto a pegar na tesoura,
cravo-a em mim, adormeço...
e continuo a sonhar.
Vera Lorena
Enviado por Vera Lorena em 16/12/2005
Reeditado em 17/12/2005
Código do texto: T86851

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lorena
Portugal
31 textos (930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 00:00)
Vera Lorena