Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Pão-Duro

Na hora de pagar a conta
Ele fica em cima do muro
Tira o escorpião do bolso
Larga a mão de ser pão-duro

Tá sempre escondendo o jogo
Tá sempre escondendo a grana
Mostra a cara das verdinhas
Larga a mão de ser muquirana

Tirar um dinheiro dele
É dar murro em ponta de faca
Vê se faz uma presença
Larga a mão de ser mão-de-vaca

A hora de contribuir
É a hora que ele afina
Vê se sai da moita
Larga a mão de ser sovina

A calça do cara é poída
A meia tá cheia de furo
Vê se bota a mão no bolso
Larga a mão de ser pão-duro
Sigmar Montemor
Enviado por Sigmar Montemor em 17/12/2005
Código do texto: T86968
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sigmar Montemor
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil, 52 anos
1762 textos (285437 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 06:56)
Sigmar Montemor