Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Espírito abalado

Por onde vagueias tu, espírito malvado,
Que foges de mim?...
Volta atrás e ama-me,
Com a voraz robustez da tua ruindade…
Incendeia o meu génio,
Esfaqueia a bondade,
Encandeia a humanidade,
Para que eu possa fingir ingénua,
Pena do próximo,
Para que recupere o que nunca foi meu.
Nunca te conheci,
Mas sei que passeias por aí,
Nas prostitutas da noite,
De dia mães de família,
Nas igrejas, no amor, na saudade,
Na felicidade do homem cego.
Vem e viola-me sem vontade,
Que eu não me importo.
Pego na tua imagem, e imagino…
Que destino não domino eu.
Não é devaneio, é certeza.
Consome-me no chão,
Na cama, na mesa…
Faz de mim a tua fantasia,
Que a ti serei devota.
Volta, espírito maldito,
Em ti, acredito, porque te vi…
Corrói a minha alma, pensamento,
O meu coração, meu tormento,
O meu pequeno corpo
Desprovido de esperança,
E quase de criança, que ainda sou.
Não me leves à loucura,
Porque de louca muito tenho,
Leva-me à morte interior,
Se, por sorte, ainda me encontrares viva.

19 De Dezembro de 2005
Vera Lorena
Enviado por Vera Lorena em 19/12/2005
Código do texto: T88203

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Vera Lorena
Portugal
31 textos (930 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 08:10)
Vera Lorena