Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Diaria insônia

noite sintilante
purpura cor da insonia
ruas desertas e sujas
habitadas por ratos

todos querem adormecer
esquecer da vida latente
das fisionomias cansadas
desiludidas

a vida marca
o sonho salva
tudo é possivel
na terra do nada

escolas fechadas
cheias de historias
crianças apressadas
sonhando

vagabundos iluminados
perambulam
calçadas lavadas
pela chuva rala

seringas usadas
cabelos cortados
papel higiênico desenrolado
usado

a limpeza dos homens
é visível
dos animais
embaixo das unhas

mensagens escondidas
não entendidas
reveladas em partes
em medidas

mulheres desfilam
com saias curtas
fumando cigarros
seguidos de batom

madrugada quieta
comerciantes falidos
miseraveis
bandidos

eu no meio da mata
da cidade de pedra
de poucos poetas
ébrios noturnos

Kafka observa
kerouac descreve
burroughs enlouquece
rimbaud desaparece

vulgaridades modernas
nas telas e vitrines
pinturas cegas
de loucas incandescentes

pura nostalgia
é o tempo
marcando á lapis
uma trajetória

corujas despedem-se
fechando o caminho
daqui a pouco amanhece
durmo tranquilo

rdeorristt
Enviado por rdeorristt em 22/12/2005
Código do texto: T89265
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rdeorristt
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
153 textos (5539 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 14:09)