Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Palavras

Minhas ácidas palavras febris
Única forma de demarcar o terreno
Do meu eu, do maior dom supremo
Dos meus temores e sonhos infantis

Ultrapassei meros acontecimentos
Uma vez que o olho do meu terror
Foi penetrado por fragmentos
De cósmicas luzes de amor e dor

Ofuscada, assim mesmo pude expressar
Tamanha a fluidez das minhas palavras
Jovens e estáticas letras a me dominar
Escorrendo por meus papéis de rascunhar

Se as levo quando durmo, não saberia
São lances de mestre no xadrez das letras
Um dom, dotado de total supremacia
Um café quente, adoçado de cedilhas!

Nem eu acreditaria no que leio
Duas horas depois de haver escrito
De onde quer que aquilo veio
Saiu de mim, do meu espaço restrito

Eis que sou como estrela caída
Em palavras e letras, divagando
Se as quer, entre então pela saída
O dom das palavras está esperando!
Flávia Jobstraibizer
Enviado por Flávia Jobstraibizer em 22/12/2005
Código do texto: T89541
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Flávia Jobstraibizer
São Paulo - São Paulo - Brasil
77 textos (52168 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:23)
Flávia Jobstraibizer