Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ninguém por perto


Juraste que
jamais iria
me deixar

amar para
sempre
sem cessar

seria sua
conduta

porém ao
contrário
do que
juraste
 
em pouco
tempo me
deixaste

aqui diante
do nada

fiquei
sozinho
ninguém
por perto
 
atirado num
deserto
de amarguras

é triste ver
assim
um grande
amor chegar
ao fim





 

atanazio mario fernandes Lameira
Enviado por atanazio mario fernandes Lameira em 25/12/2005
Código do texto: T90264
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
atanazio mario fernandes Lameira
Laguna - Santa Catarina - Brasil
364 textos (12407 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 11:56)
atanazio mario fernandes Lameira