Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESPÁRTACO

Arena fria, pedra nua,
sangue a fio esparrama
leito da espada crua,
exangue na lama-vida.

Inflama liberdade insana
flâmula desfraldada n’alma
impele cataclismo da ordem
ferve líquido estado humano.

Turba arquejada em eterna noite
açoites salário da servidão
ouvem o brado ressoar em motim
romper os grilhões da escravidão.

Cavalga a morte tirana
liberdade chama conseqüente
sangue, heroísmo, caminho aberto
filhos da manhã, passos à frente.
Erode Lino Leite
Enviado por Erode Lino Leite em 26/12/2005
Código do texto: T90732

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Erode Lino Leite
Nioaque - Mato Grosso do Sul - Brasil, 53 anos
121 textos (14580 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:46)
Erode Lino Leite