Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Traição

Traição
De Iolanda Brazão

Foi assim desta maneira
Perguntei se ele  ainda me amava
Como resposta, que besteira...
Para de falar besteira
Assim acreditei no que ele  dizia
Mas de repente, minha alegria
Chegaria ao fim
Descubro que ele mentia pra mim
Fui mais longe
Constateis sua traição
Ferindo assim  meu coração
Destruindo  meus sonhos
Ele não teve dignidade
De assumir uma verdade
Enveredando assim na rêde da mentira
 Mentiroso, falso, traira!
Juravas que me queria...
Louca de raiva
Esbravejando soquei seu peito
Xinguei, falei barbaridades!
Mas ele nada dizia
Nem ao menos repetia que ainda me queria
Chorando pedi, não me deixes?
Eu te amo tanto!
Mas a estátua nada falava
Indiferente aos meus apelos estava
Ainda assim lançou seu veneno
Distorcendo todos os fatos
 Te gosto apenas como amiga
Vou indo embora
Não gosto de mulher descontrolada, agressiva!
Agindo assim você foi longe demais.
Que raiva...
Odiei ele ali naquele momento
Crápula...Safado...você ainda me paga
Vou ver você ajoelhado no chão
Pedindo-me perdão
Por esta baita traição
Se segura, pois como resposta
Ouvira da minha boca um sonoro não.
Iolanda Brazão
Enviado por Iolanda Brazão em 27/12/2005
Código do texto: T90854

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Iolanda Brazão
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
343 textos (32019 leituras)
3 áudios (627 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 02:36)
Iolanda Brazão