Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BRIGA DE TITÃS III.

Vou lhe dizer uma coisa
Tem briga que é melhor não entrar.
Se ela é valente
Eu não vou arregar.

Sou tinhoso
E brigo bem
Na lona e na rima.
Muito bonita a brigona
Mas com verso não combina.

Vou de saco doído mesmo.
O chute foi bem dado.
No fundo, finjo de morto
E ataco por outro lado.

Me chamou de "titica"
Logo eu que já me achava um bostinha.
Me rebaixou demais
No reino dos excrementos.

Não fica assim não
Quero meu posto de volta
Se levo chute na canela
Vou dar uma cambalhota.

Um giro de capoeira
Devover-lhe a rasteira
Ela vai cair ofegante
E no final
Vamos sorrir
Exautos, cambaleantes.

Vou perder a timidez
E a ira amainada
Darei nela um beijo
Com flores
Poetisa tão amada.

Mas que doeu, doeu.
Ai meu saquinho.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 03/01/2006
Reeditado em 03/01/2006
Código do texto: T94074
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 12:38)