Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ESTAÇÕES

Armei a rede entre dois lenhos
na flora do meu coração ,
esperando por seu regresso ,
plantei a fé nesta paixão !

Trouxe água de uma fonte
no bôjo de um alguidar ,
prá banhar seus pés de seda
como um conto fabular .

Esperei cinco estações ,
vezes quatro cada uma ,
lenhos são árvores velhas,
e a rosa já não perfuma !

Esperei dez estações ,
vezes quatro cada uma ,
e o vento me sussurrou:
"busque outra,não se consuma" !


SBC-SP.
16/01/2005

José Alberto Lopes
Enviado por José Alberto Lopes em 07/01/2006
Reeditado em 30/01/2006
Código do texto: T95742
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Alberto Lopes
São Bernardo do Campo - São Paulo - Brasil
594 textos (36555 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:22)
José Alberto Lopes