Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Chuva

cai chuva sem cessar,
cai sobre mim até me afogar,
nunca mais o sol vai brilhar,
cai chuva sobre mim sem jamais parar.

atravessei o oceano em busca de calor,
atravessei o oceano em busca de um amor,
meu amor eu reencontrei,
mas o sol me abandonou.

mata tua sede de sangue chuva maldita,
leva contigo a vida dos pobres,
carrega-os em teus rios transbordados,
finda a vida de tantos,
e deixa os sobreviventes aos prantos,

como se fossem soldados,
remanescentes de uma guerra sem fim,
caia chuva maldita sobre todos,
e principalmente sobre mim.

traga em tuas gotas a morte,
mas aqueles que moram no norte,
presentei-os com tua indiferença,
e mate-os de fome e sede
lentamente com tua ausência.

tu és criação de Deus,
pois vens de lá dos céus,
aqui embaixo somos teus réus,
subjugados aos desejos teus,
assim como somos aos seus.

 

Ullisses Salles 21.01.2005
Ullisses Salles
Enviado por Ullisses Salles em 08/01/2006
Reeditado em 13/01/2012
Código do texto: T95936

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ullisses Salles). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Ullisses Salles
Suíça, 40 anos
219 textos (69836 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:55)
Ullisses Salles