Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Nada há

Fatos opostos
negligencia..
tudo se distancia e se aproxima
como uma fecha em busca do alvo
e o alvo em busca da fecha.
Pés perdidamente ao avesso
sons e sono misturado com o medo..
O medo do nada.
Nos olhos, o que é lamentável..(é segredo)
A poesia chegou ao fim,
como aquela morbida esperança de ser gente grande.
Tudo perdeu a graça.
E eu já devolvi aquelas lembranças.
Não há efeito.
Se meus sonhos gritassem, eu me esconderia
entre os braços da minha imaginaria avó,
pq tudo que eu sinto, me causa falta e incompreendimento e tudo mais ainda que eu sinto,
me faz querer ir além de um simples entendimento.
Estou perdida na mais profunda desorganização
de fatos singelos e desconexos .
E não existe poesia nisso.
Rosalice
Enviado por Rosalice em 09/01/2006
Código do texto: T96250
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rosalice
São Luís - Maranhão - Brasil, 32 anos
55 textos (2739 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 00:08)
Rosalice