Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Levado



Acorda da noite
Não dormida
O velho  e o novo trabalhador
E na reserva um exército
A esperar
Noites não dormidas
E um trabalhador a tombar
Na produção deste modo daqui
Ele  dispara, corre, anda e roda
Substitui a maquina
Projeta-se na parafernália
Afrouxa sua massa cefálica
O trabalhador vira robô
Injeta comandos
Usa agora,  crachá no peito
Mas teme  peitar o patrão
E assim
Vai
Triturando -se
Para sua futura
morada
Um jazigo qualquer
Onde não terá crachá
Mas uma placa insignificante
Identificando:
Aqui repousa quem não ousa.

Alexandre Lucas
Alexandre Lucas
Enviado por Alexandre Lucas em 12/01/2006
Código do texto: T97806
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Lucas
Crato - Ceará - Brasil, 38 anos
110 textos (4236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 16:13)
Alexandre Lucas