Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LEMBRANÇA


Sou homem só, buscando cansado meu caminho, pois sei por onde anda a mulher que vi sonhando, dormia no meu rumo. Então lhe peço num olhar, um afago em meu rosto. Não quero que me adornes como flores que cobre o corpo sem vida, ve-jo em ti a beleza como um raio que explode em noite sem lua, tamanho brilho em chamas que reluz dos teus olhos. Sinto o rastro de um perfume que exala em meio a minha abs-tração, no momento do grito do meu espanto, quando me cur-vo ante a imaginação do teu corpo. Sei do poder que brota na força dos teus gestos, como vento que joga por terra um
castelo de pedras, vejo-te como deusa caçadora a buscar seu intento, corro em passos miúdos para tornar-me teu alvo, certo de estar beirando o lago em que deitas. Dai-me tua presença em meio a minha solidão, ante um suspiro de vida prevendo tua chegada, vem e senta ao meu lado, deixe que nossas lágrimas se misturem, não te faças espinhos pois é rosa, o que minh’alma vê. Vou abdicar do presente que me atormenta e jurar-te um sol na imensidão do meu amor e falar da solidão como lembrança do passado.
 

Jose Carlos Cavalcante
Enviado por Jose Carlos Cavalcante em 28/12/2004
Código do texto: T988
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jose Carlos Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
732 textos (54094 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 08:24)
Jose Carlos Cavalcante