Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSANA TIRANIA

 

As meninas do meus olhos,
Choram lágrimas de tristeza,
Observam com agonia,
A insana tirania,
Contra a mãe natureza.

Não entendo a maldade,
Do homem, pura vaidade,
Que já sofre, com certeza.

Virgem matas que devastam,
Águas límpidas que profanam,
Os minérios que devoram,
No futuro que herdamos.

Eu só vejo uma saída,
Para as meninas dos meus olhos,
Vou fazer as despedidas,
Tentarei mudar de vida,
E sair de onde eu moro.

Me meter numa caverna,
Esquecer da vida externa,
Vou viver de poesia,
Procurando uma magia,
Talvez cortar minhas pernas.

Que outra saída eu tenho,
Se não essa que eu criei ?
Não serei mais , testemunha,
Desse carma  que eu herdei !

Com certeza fui ouvido,
Atenderam meu pedido,
Estou nascendo, cego, surdo, e mudo.
Farei parte deste mundo,
Mas não serei corrompido.

Carlos Mambucaba
Enviado por Carlos Mambucaba em 16/01/2006
Código do texto: T99780
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Carlos de Almeida). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Carlos Mambucaba
Angra dos Reis - Rio de Janeiro - Brasil, 54 anos
484 textos (39318 leituras)
60 áudios (6885 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:49)
Carlos Mambucaba