Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

INSÔNIA.

Chega a noite,
Meu travesseiro fica nervoso.
A cama me expula,
Não me quer.

Insisto com pernas nervosas.
Reviro e viro
Viro e reviro,
Caio da cama,
Estatelado no chão.

Volto pra batalha.
Me enrolo com o lençol.
Ninguém é de ninguém.
Durmo mal.
No dia seguinte,
Passe longe de mim
Uns vinte
Passos de distância.
Humor de cão.

Enfim, compreendo tudo.
Tenho que jogar o jogo.
Antes, dominar as regras.
Caminho de tarde, faço natação.
Vou dormir mais tarde,
Corpo cansado.
Durmo como uma pedra.
Acordo com humor de passarinho.
Piu, piu.
Pode passar bem pertinho
Que dou beijinho.
jose antonio CALLEGARI
Enviado por jose antonio CALLEGARI em 16/01/2006
Código do texto: T99782
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
jose antonio CALLEGARI
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 53 anos
475 textos (25268 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:26)