Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

FACES

 


 FACES

Faço frases fáceis sobre tuas várias faces;
Fazes faces frágeis e belas que outros não conseguem
        enxergar;
Fantasias fixadas na mente do poeta que no teu peito
        trazes;
Feitiços de fadas, eu te vejo em formas fitadas no teu
         olhar.


As alteradas e diversas imagens que produzes me hipnotizam;
Acredito as vezes até que não tens um só coração;
Afrodites, anjos e  princesas, tudo em teu rosto se
         erotiza;
A astuta CAMALEOA, que ao prazer não muda,  prepara-se
         gostosa à CAMA pro LEÃO.


Cabelos quais cordas ou rédeas curtas que dirijo ou deixo
         me dirigir;
Caras e caretas, são tantas dadas que eu não sei onde o
         melhor a ir.
Começos, como e recomeço, e mais uma vez não meço, quando
          e onde é  o início ou o fim;
Claros campos carentes que com carícias eu galopo nesse
         corpo que eu quero todinho pra mim.


Escalas esotéricas, mesmo se quisessem não conseguiriam
         mensurar;
Exatamente a infinidade de fluidos que a tua aura irradia;
És a estrela iluminada pela espiritualidade que me guia
         dia a dia;
Espelho dos meus pecados que eu busco amenizar.


Serpente és de cabeças devoradoras com inteligências mil;
Saciando as inúmeras tarefas a serem cumpridas por
         esse “Hércules” que se alimenta de fé;
Sois todos estes versos que me dão forças pra viver e, te
         atiçar o cio;
Sois simplesmente: gente, mãe, santa, amada e amante.
          Todas numa só mulher.


PETRUS.

   Esta poesia foi publicada na coletânea de poesias “Poemas & PoetasVII” da Ed.Literis 1996
Petrus
Enviado por Petrus em 16/09/2006
Código do texto: T241310


Comentários

Sobre o autor
Petrus
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
186 textos (30476 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/07/21 19:23)
Petrus