Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Execução

Q uerelado, ei-lo prostrado
U niformizado e condenado
À espera do desfecho já traçado
L imiar da existência, prelúdio do inesperado.

S entenciado à capital pena, penalizado
E stado emocionalmente devastado
R egistrado nos anais do magistrado
A tualizado desde o último potentado.

A lucinógenos criteriosamente ministrados...

D ecapitado o pobre infeliz
O rgulho dos bêbados, sujos e andrajosos
R evolucionário de botequim.

D or, amor, ardor, estupor
O pavor espalhando-se pelo corpo, pouco a pouco.

A guilhotina ergue-se, ameaçadora, na praça central
L amentos furtivos, de poucos, aos cantos
G ritos insultuosos de espectadores febris
O carrasco, impassível, prepara o ato final
Z eloso e preciso, desfere o golpe fatal.

CARLOS CRUZ - 21/02/2007
Carlos Cruz
Enviado por Carlos Cruz em 26/02/2007
Reeditado em 04/09/2007
Código do texto: T393592
Classificação de conteúdo: seguro


Comentários

Sobre o autor
Carlos Cruz
Miguel Pereira - Rio de Janeiro - Brasil, 48 anos
383 textos (36947 leituras)
1 e-livros (172 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/20 03:36)
Carlos Cruz