Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Mário Quintana

Menino poeta passarinho, voastes para outros ninhos.
A  vida  em versos; o amor, em poemas declarado.
Rimas  da solidão, declamadas em  redondilhas.
Incomparável ternura no olhar, trazias.
O  poema mais belo, nos ofertava.

Qual pássaro livre,  sonhou em poético vôo,
Uma emoção, a cada estrofe grifada.
Imortal em tuas palavras, ainda vives!
Nas tuas faces, a lembrança, da inocente candura,
Tu poeta! Desvendastes o véu  de  tua alma!
Ainda  poetizas, em cada esquina, em cada escola.
No doce sabor do recitar,  teus versos!
Ainda emociona,  os corações solitários!
SilScher
Enviado por SilScher em 28/08/2007
Reeditado em 11/05/2011
Código do texto: T627484
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
SilScher
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil
150 textos (10031 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 13:01)
SilScher