Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEM CENSURA

SEM CENSURA!


S   em censura eu me atrevo a fazer este acróstico
E   nquanto em minha mente as palavras se entrelaçam em versos
M  inha voz timida se cala, enquanto sensualmente eu te descrevo

C   omo um louco eu fico
E    nquanto você aparece e  meu coração dispara
N    a madrugada fria em que teu corpo me aquece
S     igo assim a mercê das fantasias
U     ma vez que em meu sonhos eu te vejo despida
R     estando-me a intensidade do desejos que me consomem
A     ssim faço de ti  minha mulher, em todo momento que eu me vejo teu homem!
JR POETA
Enviado por JR POETA em 28/08/2007
Código do texto: T628178
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JR POETA
Araraquara - São Paulo - Brasil
357 textos (23518 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 05:45)
JR POETA