Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Rosa Berg

Pelo que se consegue, é esta a flor que se segue: -




Rupturas, talvez... na insegurança
Onde um valdevino se apaixonou,
Sentimentos em preto e branco, a esperança!
Asa quebrada, o desatino levou...

Banalidades ao sabor do vento
Em que a sedução é consagrada amanhã
Revelada em confissão. Que sentimento!
Garantiste no improviso, este teu fã.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 25/09/2007
Código do texto: T667462
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81568 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/12/17 09:04)
Zé Albano