Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Dignidade Humana

Disseram-me; para que tantos sonhos?
Ignorei as más línguas e me afastei da negatividade delas. 
Galguei montanhas de medos e insegurança. 
Naveguei por águas ostis e desconhecidas. 
Inventei caminhos onde só haviam terrenos acidentados. 
Deixei morrer o velho eu e soube que poderia ser mais, ter mais. 
Aos que me queriam mal, dei-lhes as costas.
Deus sabe que não foi fácil a caminhada. 
Enxuguei as lágrimas todas as noite ao deitar. 

Houveram momentos de muita tristeza em meu coração.
Uma onda de desanimo me pegou em certos momentos.
Motivos para desistir não faltaram.
Avancei todos os sinais que se acenderam contra mim.
Nada podia me deter, mesmo sentindo dor. 
Alcancei tudo o que sonhei, tudo o que quis e tudo o que não imaginei. 
Leandro Augusto Nogueira
Enviado por Leandro Augusto Nogueira em 10/09/2019
Reeditado em 10/09/2019
Código do texto: T6741571
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original (Leandro Augusto Nogueira). Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Leandro Augusto Nogueira
Jacareí - São Paulo - Brasil, 32 anos
216 textos (7669 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/11/19 05:40)
Leandro Augusto Nogueira