Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a Diana Pilatti

Assim vai a parada, toda engalanada: -



Doce trajectória em profundeza,
Incenso na sala com mágica beleza
Além do espelho, sonhos de cofrinhos,
No manto da amizade, súplicas tesas
Aos olhares de cerrar a luz em carinhos.

Por deslindar, o cerne da palavra calada
Inspirada em noite de horas vazias,
Lá vem o vento dos desejos da calçada
Através da janela, as sementes passam os dias.
Tempo! A lua mingua no céu...!
Ternura é a chuva dos amantes em alegrias
Indiferentes! Baú empoeirado, ao léu...!
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 08/10/2007
Reeditado em 08/10/2007
Código do texto: T685210
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81568 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 00:53)
Zé Albano