Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a LILIAN MAIAL

Mais beleza...com certeza: -



Liberdade nas bodas de prata em sinfonia
Inútil espelho na essência da poesia,
Litigiosa a transfusão do apetite virtual.
Indigesta, depois de tantas noites de amor
A pausa, com licença da má palavra...dá dor,
Numa oração à lua, o seio esquerdo é o mais sensual.

Marinha no soneto com cheiro a mato
A negra resignada da cena urbana,
Infiel! No despudor em maré insana.
Abandono em maus tempos os meus actos,
Levando a louca erguida, na fome gitana.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 20/11/2007
Código do texto: T745177
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81568 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/12/17 09:24)
Zé Albano