Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Homenagem a IRLENE CHAGAS

Claro...este momento é raro: -


Insana perdição no amor...!
Rasgado papel com a dor,
Liberdade para amar, um desejo.
Engano cruel na ingrata ilusão
Na amargura da doce paixão
Entre o sol e a lua trocamos um beijo.

Conhece um pouco mais de mim,
Honra-me a verdadeira mulher, por ser assim
Afastando a dor da traição.
Guiado por uma vasculhada de desejos
A perdição da humanidade, como a vejo,
Sigo-a na insinuação de amor, pura decepção.
Zé Albano
Enviado por Zé Albano em 01/12/2007
Código do texto: T761011
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Zé Albano
Portugal, 66 anos
1190 textos (81568 leituras)
9 áudios (640 audições)
1 e-livros (93 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/12/17 07:17)
Zé Albano