Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DIA DA POESIA

Depois de muito eu andar sozinho,
Isso foi sempre me trazendo solidão,
Assim mesmo fui seguindo meu caminho.

Deixei marcas  bem profundas pelo chão.
Ao andar  eu fui  procurando uma razão.

Poderia  até eu fazer as mais belas rimas,
Onde  encontrasse uma perfeita sintonia.
Em uma obra, mesmo sem ser ela prima,
Sendo bem simples, minha obra eu diria.
Isso eu  já sei  e de  forma  bem sensata,
Admito,  sou eu, um amante da poesia.


 14-03-08-VEM.


Vanderleis Maia
Enviado por Vanderleis Maia em 14/03/2008
Reeditado em 25/09/2010
Código do texto: T900344

Comentários

Sobre o autor
Vanderleis Maia
Imperatriz - Maranhão - Brasil
1412 textos (122099 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/03/21 11:00)
Vanderleis Maia