Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O homem e as viagens x Elevador do filho de Deus - Análise da junção dos poemas

  A junção  dos poemas mostra a incapacidade  de satisfação do ser humano, sempre em busca de mais acaba esquecendo de conhecer a si.
   Chamamos de inútil  o que nos seria tão útil,  chamamos de desperdício o que é essência. Quando morremos interiormente, por escolha ou falta de opção,  estamos sarcasticamente tendo a chance de nos encontrarmos com nós mesmos e então, ressuscitar.  A questão é: Quem aproveita essa chance? Quem se permite verdadeiramente entrar em contato consigo durante essa morte momentânea?
    Vamos da Lua a Marte. De Vênus a Júpiter.  Até ao Sol chegamos. Colonizamos o universo, mas somos incapazes de nos colonizarmos. Entendemos e dominamos diversas tecnologias, mas muitas vezes não entendemos nossos próprios pensamentos; Não dominamos  nossas próprias emoções.
   Talvez essa frenética busca pelo novo e desconhecido seja a forma mais fácil encontrada pelo homem para ter uma satisfação  momentânea.
    Para conhecer o mundo, o universo, a tecnologia, é preciso ter determinação. Para conhecer a si, é preciso ter humildade.  Humildade para olhar para você mesmo e ver que em meio a um universo, não passamos de um grão de areia. E sendo tão pequenos, o que nos faz pensar que somos capazes de colonizar a tudo antes de colonizar o nosso próprio eu?
Rayane Almeida Nunes
Enviado por Rayane Almeida Nunes em 19/04/2018
Reeditado em 19/04/2018
Código do texto: T6313502
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Rayane Almeida Nunes
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 20 anos
24 textos (1666 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 24/09/18 18:20)
Rayane Almeida Nunes