Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As guerras, os impérios e os mitos

Na paz, os filhos sepultam os pais; na guerra, os pais sepultam os filhos,
disse Creso, último rei dos Lídios, segundo Heródoto

À parte tudo o que já se escreveu sobre a inovação que Heródoto à época deu ao relato escrito, é um presente, e um presente cada vez maior, a medida que o tempo passa, ter em mãos e poder deitar os olhos sobre a prosa de Heródoto: sua imparcialidade carregada ora aqui ora ali de certa dúvida ou de certo julgamento franco, sem as insídias, os ardis e as palavras empoladas modernas; seu escrito elegante cheio de artifícios narrativos e domínio; e acima de tudo, a maior qualidade da obra, característica que hoje não seria admitida em qualquer um que se propusesse relatar a História, e tomada em seu sentido mais elevado, a sua ingenuidade.

Um detalhe em História me fez pensar em Remo e Rômulo, e em Roma: os pais de Ciro procuraram convencer os persas de que Ciro, ''o Grande'', quando eles pensaram que ele estava morto, fora, na verdade, preservado pelos deuses e amamentado numa montanha por uma cadela. ''Spaco'' na língua dos Medos significava ''cadela'', e Spaco, assim como o marido, era como se chamava a mulher, escrava de Astíages, que criara Ciro desde bebê.

Eram tempos duros, não muito diferentes dos de hoje, mas como eu queria ter estado lá só pra ter visto a cidade da Babilônia e o templo de Ártemis.


Texto publicado originalmente no Skoob (21/02/2019).
vagas paragens
Enviado por vagas paragens em 06/04/2019
Reeditado em 23/04/2019
Código do texto: T6617170
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
vagas paragens
Gravataí - Rio Grande do Sul - Brasil, 25 anos
56 textos (793 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/05/19 12:36)
vagas paragens