Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Corpo e cognição.

O homem não  é composto de corpo e alma, entretanto, corpo e cognição, portanto, a diferença fundamental   entre homens e animais, os animais   corpo e instinto.

Deste modo, a cognição é especificamente humana, assim sendo, não é possível a ressureição, pelo fato da não existência da alma, neurocientificamente o homem se define.

Todavia, o homem antes de ser homem é animal, assim sendo, o homem é corpo, instinto e cognição.

A cognição é produto da linguagem,  a referida criou a  ideologia como se o homem tivesse  alma,  quando a priori, tão somente corpo e instinto.

Com efeito, o homem como corpo e instinto,  exatamente igual a qualquer animal.

Entretanto, na evolução da espécie sapiens devido ao fenômeno bípede foi possível o nascimento da linguagem, sendo a mesma responsável pela revolução cognitiva.

Assim sendo, não existindo  alma,  a vida se resume na morte, o corpo desaparece em sua desagregação na natureza.

O homem é em síntese seu desaparecimento, qual  o sentido da existência?

 Não  há finalidade para vida, existimos porque estamos vivos, posteriormente, sumimos.

Homem é  a sua fluência para o nada, o que fundamenta a realidade de cada pessoa,  a não existência,  estamos aqui, no entanto, a caminhada de cada pessoa o desaparecimento.

Tudo se efetiva como se nada existisse.


Edjar Dias de Vasconcelos.





 

Edjar Dias de Vasconcelos
Enviado por Edjar Dias de Vasconcelos em 22/07/2021
Reeditado em 22/07/2021
Código do texto: T7304691
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
Edjar Dias de Vasconcelos
São Paulo - São Paulo - Brasil
4021 textos (708447 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 29/07/21 19:34)
Edjar Dias de Vasconcelos