Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

TEMOS COMO ENFRENTAR A CRISE!

O BRASIL TEM COMO ENFRENTAR ESTA CRISE sem maiores traumas até no tocante à economia! Dados atualíssimos dão conta de que nossas reservas internacionais, depositadas em instituição financeira nos Estados Unidos, são da ordem de 356 bilhões de dólares. Essas reservas, em momento como este, não se justificam e podem ser utilizadas, ainda que parcialmente, para fazer frente à crise da covid-19. O economista Armínio Fraga, em entrevista ao programa Roda Viva, da TV Cultura, na última terça-feira, deu sugestões de como o governo pode, sim, enfrentar a crise sem pôr por terra a economia do país. Ele não mencionou as fontes de recursos, mas é provável que tivesse em mente essas reservas internacionais. Na quarta-feira, publicou artigo, em parceria com outros dois especialistas, onde é possível que indique essas fontes. A entrevista foi uma prévia do artigo, que ainda não li.

Há muito tempo que o ex-deputado federal Ayrton Soares faz menção a essas reservas internacionais, poupadas nas gestões Lula/Dilma, e que hoje são vistas como exageradas até na opinião do FMI (Fundo Monetário Internacional). Ontem, como comentarista no Jornal da Cultura, o ex-deputado voltou a tocar no assunto e sugeriu que o governo poderia utilizar 200 bilhões de dólares (mais de 1 trilhão de reais, ou algo equivalente a 70% do orçamento da União para este ano de 2020), mantendo ainda reservas internacionais de 156 bilhões de dólares.

No lugar do presidente da república, eu criaria um gabinete da crise, de âmbito federal, com estatuto de ministério temporário, e com secretarias em todas as unidades da federação. Haveria dinheiro para fornecer equipamentos, medicamentos e insumos para atender aos doentes; para contratar mais profissionais de saúde; para melhorar e ampliar os locais de atendimento aos infectados; para auxiliar os pequenos empresários e os trabalhadores informais; para atender os moradores de rua e para as demais despesas decorrentes desta crise sem precedentes que se abate sobre nós e sobre a humanidade. E ainda sobraria dinheiro.

Recursos, portanto, não faltam. Aliás, o Brasil pode se consider um país privilegiado, por contar com tais reservas quando quase todas as demais nações contabilizam volumosas dívidas externas. Falta é sensibilidade ao governo federal. Falta boa vontade. Falta visão administrativa e, sobretudo, falta ao governo capacidade de eleger prioridades, mesmo num momento em que governantes do mundo inteiro (até o fanfarrão do Trump) estão a dar lições de como fazê-lo.
José Luiz Barbosa de Oliveira
Enviado por José Luiz Barbosa de Oliveira em 26/03/2020
Reeditado em 02/04/2020
Código do texto: T6898018
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2020. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.

Comentários

Sobre o autor
José Luiz Barbosa de Oliveira
Manaus - Amazonas - Brasil
105 textos (8398 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/04/20 08:36)
José Luiz Barbosa de Oliveira