Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto
COMENDADOR SOCIAL DO BRASIL
 

 
O diretor do Jornal Impacto (http://www.jornalimpacto.inf.br/), Luiz Martins, recebeu o titulo de “COMENDADOR SOCIAL DO BRASIL”. A condecoração foi concedida através do Instituto Impacto Social do Brasil pelos relevantes trabalhos desenvolvidos nas comunidades do Rio. A indicação de Luiz Martins se deu através de uma comissão formada por jornalistas, representantes de igrejas, ONG´s e representantes de associações de moradores.
Através do Jornal Impacto, Martins já desenvolveu e participou de diversos projetos voltados para as comunidades do Rio. Entres os diversos trabalhos em que Martins participou, destacamos:

“CONECTANDO A COMUNIDADE". Foi um dos primeiros cursos de Informática voltado para as comunidades carentes do Rio. O objetivo principal do curso foi levar o conhecimento da informática aos mais necessitados, que não tinham nenhuma chance de acesso à informática naquela época.

Um outro projeto realizado foi “PADARIA COMUNITÁRIA”, cursos de padeiro para moradores, com a distribuição e venda de pães a preço de custo para os moradores e empresas localizadas na comunidade local.

Também na mesma linha filosófica, ele criou “ANAMOGÁS”, cursos de mecânica de auto a gás, direcionados para os moradores de baixa renda. Quando surgiram os primeiros veículos a gás, os mecânicos das comunidades mais carentes não tinham nenhum conhecimento a respeito, pois era técnica muito cara. Os jovens das comunidades puderam competir com igualdade de condições no mercado de trabalho.

Representando o Jornal Impacto, Martins desenvolveu e participou de trabalhos no “IX CONGRESO DE LA SOLAR”, promovido na cidade do Rio de Janeiro no ano 2004, realizado na Universidade Estadual do Estado do Rio de Janeiro - UERJ. O tema era a integração da diversidade racial e cultural do novo mundo (Sociedade Latina Americana de Estudos sobre América Latina e Caribe).

Ele participou nas discussões sobre aplicação da Lei que estabelece a inclusão da matéria "História e Cultura Afro-Brasileira" no currículo da Rede de Ensino Fundamental e Médio nas Instituições Públicas e Privadas no “SEMINÁRIO DA ATUALIZAÇÃO DA LEI 10639/05”, realizado na Fundação de Apoio a Escola Técnica (FAETEC),

Junto aos professores da FAETEC de Nova Iguaçu, Martins idealizou o “Projeto Plantando para Sobreviver”, que se direcionava a plantação de árvores ornamentais e frutíferas de pequenos e médios portes em locais como escolas e vias públicas.

Apresentou o projeto “JOÃO DE BAIRROS”, com orientação nas construções e ampliações de moradias, respeitando as normas técnicas de pavimentação e meio ambiente. Os trabalhos seriam realizados por alunos das escolas técnicas estaduais, com a orientação de profissionais das áreas. Com isto, o governo ganharia o retorno gasto nos ensinos das escolas técnicas, através de edificações adequadas das moradias, e com defesa do meio ambiente.

Na UERJ Martins participou do seminário sobre “Plástico: – Impactos Ambientais”. O trabalho teve como objetivo discutir sobre os cuidados do uso das embalagens de plásticos e o impacto ambiental causado pelas mesmas.

RESPONSABILIDADE SOCIAL: Martins tem participado das discussões sobre a inclusão social. Entre os trabalhos envolvidos está à adaptabilidade de cadeirantes e todas as pessoas com alguma deficiência física, incentivando a construção de rampas de acesso em todos os espaços das escolas públicas. Entre seus ideais, inclui palestras e debates sobre acessibilidade e responsabilidade social, que são realizados com a participação de professores, alunos e pessoas ligadas a Institutos correlatos, como, por exemplo, o Instituto Novo Ser (http://www.novoser.org.br/). A finalidade é buscar alternativas que respeitem o direito de cidadania das pessoas com necessidades especiais, o que cabe a todos algum grau de apoio e compreensão.

Comenda é uma condecoração concedida a pessoas que se destacam em suas áreas de atuação, desde artistas, políticos e empresários até desportistas. Quando surgiu na Idade Média, a recompensa tinha um significado bem diferente. Naquele tempo a comenda era um benefício dado a membros do clero ou a militares que demonstravam valentia em batalhas. Geralmente a comenda era algo valioso, como o título de propriedade de uma terra. Com o passar dos séculos, seu valor tornou-se simbólico, representado por diplomas ou medalhas. O menor grau é ser cavaleiro, seguido de oficial, comendador, grande oficial, grão-cruz e grão-colar. Para Luiz Martins sua maior gratificação seria ver suas ideias serem transformadas em atitudes do dia a dia, em que todos os cidadãos da sociedade fossem integrantes e, ao mesmo tempo, administradores do que se chama democracia.
LUIZ G MARTINS
Enviado por LUIZ G MARTINS em 20/11/2011
Reeditado em 17/03/2020
Código do texto: T3346751
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
LUIZ G MARTINS
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil
120 textos (10566 leituras)
5 e-livros (102 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/05/21 14:01)
LUIZ G MARTINS