Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

“Ideologia... eu quero uma pra eu viver”

Texto de Victor da Silva Pinheiro

“Ideologia... eu quero uma pra eu viver”

Quem é o idealista? No mundo existem vários estereótipos humanos, cada um vivendo de acordo com o que acha certo. Dentre  desses  estereótipos, a filosofia busca os idealistas. O idealismo é o primeiro passo para percorrer o caminho da sabedoria. Para ser mais específico, segundo a filosofia clássica, depois que um cidadão se torna um idealista, o segundo passo é se tornar filósofo ou discípulo em provação. E o idealista é como o cristal, brilha, mas se quebra com facilidade. Por acaso você já ouviu falar de um ex-idealista que no passado lutava pelos seus ideais e no presente  aconselha a viver a vida como ela é, e a se conformar com o mundo de hoje?  Por isso o idealista é como o cristal. Esses ex-idealistas foram idealistas desiludidos que não viram o seu ideal se concretizar e/ou não aguentaram sofrer as  consequências de percorrer o caminho da sabedoria, que é cheio de pedras. A filosofia vem pra proteger esse ideal.
Depois de idealista, o homem se torna filósofo ou discípulo em provação. E depois de passar por essas provações e saber lidar com algumas delas, ele se torna um pequeno mestre. Depois de se tornar um pequeno mestre, ele se torna,  segundo o  conhecimento  esotérico,  um iniciado de nível um. Procurando controlar o corpo físico. E chegando a esse controle, ele passa a ser iniciado de nível dois. Procurando controlar o corpo energético.  E  depois de chegar a esse controle,  ele passa a ser iniciado de nível três, procurando controlar o corpo emocional. E chegando a esse controle, ele passa a ser iniciado de nível quatro, procurando controlar o corpo mental. Depois de controlar o corpo mental, o iniciado chega às portas do nirvana e se torna um ser humano perfeito. Esse processo pode durar uma vida ou várias e várias vidas; o comum é durar várias e várias vidas. Exemplos de iniciados têm Platão, Helena Blavatsky, o apóstolo João Evangelista e etc. E tudo começa com uma ideologia, a busca por um ideal. E a primeira regra ao se tornar iniciado nos mistérios, é não revelar que é um iniciado.
Segundo o Mito da Caverna de Platão, o idealista é aquele que começa a se remexer da cadeira. E quando sai da caverna, atinge o nirvana. E o que volta pra caverna para libertar os outros é o político de Platão, ou o avatar, mestre divino, encarnação da divindade. Não se esqueça de que só a sabedoria liberta. Então, busque um ideal de acordo com a sabedoria.

Autor: Victor Da Silva Pinheiro

Site de registro:

www.recantodasletras.com.br/autores/vitorgeo10 (Livros, Áudios, Poesias, Crônicas Filosóficas, Crônicas Cristãs)

Outros Sites:

www.vitorgeo7.blogspot.com (Poesias, Crônicas Filosóficas, Crônicas Cristãs)

Facebook: Victor Da Silva Pinheiro (Vídeos, Fotos, Poesias, Crônicas Filosóficas, Crônicas Cristãs)
Vitor da Silva Pinheiro
Enviado por Vitor da Silva Pinheiro em 12/11/2018
Reeditado em 15/01/2019
Código do texto: T6500888
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Vitor da Silva Pinheiro
João Pessoa - Paraíba - Brasil, 35 anos
52 textos (619 leituras)
8 áudios (116 audições)
3 e-livros (55 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/06/19 06:07)
Vitor da Silva Pinheiro