Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Passado e o Tempo

O momento nos convida a  continuidade a série " Vilões da Bíblia " e a subcategoria " soberanos rebeldes ", nesse momento escrevendo  a  segunda coluna sobre  o monarca Amom  em  'o passado e  tempo'.

Portanto  a polifonia da vida retrata a exata estrutura social existente então , tal retrato define a realidade  a medida que cada pedaço do cotidiano é tratado.

As experiências são na verdade fatos alinhados em uma perspectiva narrativa traduzem uma ideia valorativa sobre a vida em geral ,   o soberano Amom mesmo  entendia todos esses elementos tão cheio de polifonia.

Simbolicamente era um enorme desafio elaborar perguntas para o soberano mesmo em uma pose bem colocada, no caso especial essas respostas detalhadas  em detalhes riquíssimos e inexatos.

Simbolicamente era um enorme desafio elaborar perguntas para  o rei em questão mesmo  em uma pose bem colocada, no caso especial essas respostas detalhadas  em detalhes riquíssimos e inexatos.

Agora  o soberano Amom  passa a conhecer as nuances e os liames da polifonia da vida e compreender cada forma do processo existencial contido em cada sequência musical de notas. Tal compreensão amplia sua leitura de mundo e seu conhecimento enciclopédico durante a expressão clássica da polifonia da vida  que depende exclusivamente de notas altas e baixas numa sequência musical.

Diante  da realidade  o soberano Amom  deve-se somente seguir os eventos cotidianos segundo a melodia exposta conforme a polifonia da vida  existencial, semelhante  a um bando de tordos em galhos de árvores.

O momento exige dele somente  dedicação e compreensão diante de cada fato em especial. Nesse caso é necessário dar a devida atenção para os eventos cotidianos.

E as explicações oferecidas pelo soberano Amom são de fato inadequadas interpretações  ao contexto que estavam assim inseridas como forma de opinião disfarçadas.

Timidamente o nome indica muitas interpretações coerentes e concernentes a sua polifônica vida como um pessoa bem ocupada com os problemas externos e extremos do viver.

E a quantidade de tempo o qual passou governando pode indicar caminho a um repertório nobre e adequado a sua necessidade como um governante.

Mediante a nobre necessidade de dar uma forma de continuidade a um longa e nobre dinastia com doses de humor e sabedoria também com a necessidade de governar de acordo com seus interesses.

Portanto a visão do soberano Amom é estratégica e sólida , em primeira mão é ampliar as alianças e dimensionar os caminhos possíveis  de uma compreensível e fácil leitura e de boa interpretação.

O jovem Amom também descobre basicamente que o poder em sua essência somente é uma forma de lidar com as demandas ainda escondidas no meio do povo.
JessePensador
Enviado por JessePensador em 03/12/2019
Reeditado em 03/12/2019
Código do texto: T6809652
Classificação de conteúdo: seguro

Comentários

Sobre o autor
JessePensador
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 35 anos
893 textos (8660 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 13/12/19 08:08)